Maresia Paulista de Surf Profissional é confirmado para 2017.

Eventos
09 de Dezembro de 2016
maresia paulista
campeonato de surf em são paulo

Único circuito profissional oficializado pela Abrasp em 2016 e o mais tradicional do País, o Maresia Paulista de Surf está confirmado para 2017. Patrocinadora há uma década do campeonato, a Maresia já oficializou a continuidade do evento, que novamente terá três etapas, cada uma com R$ 30 mil de premiação. As datas e locais das etapas serão divulgados em breve pela Federação Paulista de Surf.

“A Maresia é uma empresa que acredita no esporte. Somos surf desde a nossa fundação, há 30 anos. Comemorar 10 anos de patrocínio do Maresia Paulista de Surf Profissional, para gente, foi festejar tudo aquilo que temos como filosofia de vida”, destacou o diretor da marca, Adriano Costa Lima. “Patrocinamos o surf porque acreditamos no esporte, nos atletas, e mais do que isso, nas pessoas. Para mim, é um orgulho fazer parte de um dos campeonatos mais importantes do país", reforçou.

Para o presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério, a renovação do patrocínio confirma o sucesso do evento. Ele ressalta a longevidade na parceria como símbolo de credibilidade pelo trabalho bem feito em prol do surf do Brasil. “É com muita satisfação que recebemos a confirmação de mais um ano do Circuito com a Maresia. Estamos indo para 11 anos de patrocínio. São poucos campeonatos que conseguem manter o mesmo patrocinador tanto tempo. Sinal de que estamos no caminho certo”, avalia Silvério.

“Esse circuito já tem tradição, é aguardado e, num momento difícil, com poucos eventos, se manteve com a mesma qualidade. Estamos felizes com essa renovação. Quem ganha é o surf brasileiro”, acrescenta o presidente da Federação Paulista de Surf.

O Circuito Paulista de Surf Profissional é o mais tradicional do País. A edição inicial foi realizada em 1980. Na ocasião, o santista Almir Salazar foi o campeão. O surfista, inclusive, é o único tetracampeão. Outro santista, Jair de Oliveira, é tricampeão. Nomes conhecidos já ergueram a taça, como Picuruta Salazar, Jojó de Olivença, Tinguinha Lima, Renan Rocha (único surfista residente na capital paulista a garantir o título), Hizunomê Bettero, Renato Galvão e também Wiggolly Dantas, que hoje figura na elite mundial.

Neste ano, o Maresia Paulista de Surf Profissional contou com três etapas, todas vencidas pelo paranaense, de Matinhos, Peterson Crisanto, o Urso, que entrou para a história do Circuito, pelo feito inédito em 33 edições realizadas. Na disputa pelo título, ele teve como rivais dois experientes competidores e ex-integrantes do WCT, Jihad Kohdr, também de Matinhos, e Raoni Monteiro, de Saquarema/RJ. Magno Pacheco, de Guarujá, terminou o ranking em quarto lugar, como melhor competidor do Estado, sendo declarado campeão paulista. “Nossa expectativa para 2017 é de repetir o sucesso dos últimos anos, com o Circuito atraindo surfistas de várias partes do País”, completou Silvério.

Imagens: Renato Boulos.

Assessoria de Impresa: FMA Notícias - Fábio Maradei.